Plenarias 2

O papel do setor privado perante as crises meio ambientais

Sexta, setembro 24, 2021

16:00 h Espanha | 8:00 h América Central | 9:00 h Colômbia

O setor privado está avançando rapidamente em incorporação da sustentabilidade em seu dia a dia, não como uma ação de responsabilidade corporativa, senão como um componente estratégico e neurálgico para sua sobrevivência. Esta tendência cobra especial relevância no contexto da crise econômica ocasionada pela Covid-19, que incorporou a reflexão sobre o tipo de recuperação e os ajustes nos modelos econômicos que permitam a harmônica relação da empresa com o entorno social e ambiental.

A sessão busca propiciar a reflexão desde o setor privado sobre sua capacidade de incidência nas respostas às crises meio ambientais, visibilizando as iniciativas de trabalho e apoio com o setor público, no contexto da recuperação e desafios derivados da pandemia.

Documentação

Este espaço é um repositório de documentos digitais, cujo objetivo é armazenar, preservar e divulgar de forma aberta informação resultante da sessão virtual.

Falantes

Narciso Antonio Casado Martín

Secretário Permanente, Conselho Empresarial Ibero-americano

Licenciado em Ciências da Informação pela Universidade Complutense de Madri, na atualidade é Diretor do Gabinete de Presidência, Relações Internacionais e Institucionais da Confederação Espanhola de Organizações Empresariais (CEOE), Secretário Permanente do Conselho de Empresários Ibero-americanos (CEIB), Conselheiro da Câmara de Comércio da Espanha, Vogal do Conselho assessor do Fundo de Cooperação para Água e Saneamento, adscrito ao Ministério de Assuntos Exteriores e de Cooperação através da Secretaria de Estado de Cooperação Internacional e para a Ibero-América, membro do Centro Ibero-americano de Arbitragem (CIAR) e Alto Comissionado da Federação Ibero-americana de Jovens Empresários (FIJE).

Em sua longa trajetória profissional foi, ainda assim, Conselheiro do Conselho Econômico e Social da Espanha (CES), assessor do Presidente da CEOE, Diretor Adjunto ao Secretário geral da CEOE e Diretor Adjunto ao Departamento de Estratégia, e Responsável e criador da área de Imprensa Internacional no Departamento de Comunicação da CEOE e Especialista em Protocolo e Relações Públicas.

Luis Martí Álvarez

Diretor de Regulação da Acciona e Secretário geral

Luis Martí, Nascido em 1970, é Diretor de Políticas Públicas e Regulação da Acciona desde setembro de 2020. É licenciado em ciências empresariais pelo CUNEF e ingressa em 1996 ao corpo administrativo de Técnicos Comerciais e Economistas do Estado. É também Máster em Administração Pública pela Escola John F. Kennedy da Universidade de Harvard.
Desempenhou distintos postos dentro da Administração, dentro e fora da Espanha. O último deles como Diretor geral de Política Econômica no Ministério de Economia. Escreveu sobre política econômica e mudança climática, e participou em distintos foros (COP25, Coalizão de Ministros de Finanças pela Ação Climática) onde convergem as questões econômicas e as ambientais.
Como Diretor de Políticas Públicas e Regulação da Acciona, está a cargo da gestão e coordenação a nível corporativo das tarefas de prospecção e análise regulatória, assim como das relações principais com os organismos reguladores.

William Matías Ramírez

Presidente, Confederação Patronal da República Dominicana

Sua trajetória inclui uma Licenciatura em Direito pela Universidade Ibero-americana, um Máster em Direito da Responsabilidade Civil pela Pontifícia Universidade Católica Madre e Maestra com a dupla titulação da Universidade de Savoie, França, um Máster em Direito Energético e Meio ambiental pela Universidade de Tulane nos Estados Unidos, e um Máster em Negócios (MBA) pela Barna Management School na República Dominicana.

Pablo Adrián Hardy

Responsável de Economia e Empresas, SEGIB

Victoria Duque Romero

Country Manager, Triciclos

Country Manager da TriCiclos para Colômbia, México, Equador e Costa Rica. Administradora de empresas, Máster em Inovação Social, Edge Expert credenciada para certificar edificiações verdes do IFC – Banco Mundial. Experiência em estruturação e venda de projetos de Eficiência Energética, Energias Renováveis, Construção Sustentável, Mudança Climática e Economia Circular.