Energia y accion climatica-9

Ação Ambiental pela Igualdade de Gênero: setores-chave para uma recuperação verde com igualdade e sustentabilidade

Sexta, setembro 24, 2021

17:15 h Espanha | 9:15 h América Central | 10:15 h Colômbia

O objetivo desta sessão é visibilizar o importante papel das mulheres ibero-americanas como agentes de mudança nos desafios meio ambientais da região e nos setores chave para a recuperação da região após a pandemia. Entre eles destacam a restauração de ecossistemas, a agricultura regenerativa, a adaptação à Mudança Climática, o acesso à água potável e a mobilidade sustentável, entre outros.

As mulheres e as populações indígenas na região têm um papel fundamental na conservação e o manejo sustentável dos recursos naturais, dos quais depende a sobrevivência de suas famílias e comunidades, contribuindo a conservar bens globais.

Além disso, as mulheres jovens da região têm, neste momento, uma importante voz em matéria de ação ambiental e dos compromissos climáticos que diretamente afetarão suas vidas. Ouviremos tudo isso ao longo da sessão contado por seus protagonistas.

CEPAL e Euroclima +, entre outras instituições, trabalharam de maneira especial nas últimas semanas no marco do Encontro Regional de Mudança Climática e Igualdade de Gênero, mostrando experiências, boas práticas, desafios e oportunidades para integrar a igualdade de gênero na ação climática na América Latina e o Caribe.

Documentação

Este espaço é um repositório de documentos digitais, cujo objetivo é armazenar, preservar e divulgar de forma aberta informação resultante da sessão virtual.

Falantes

Javiera Zarate Martel

Coordinadora Género COP25, Ministerio del Medio Ambiente de Chile

Analista em Políticas e Assuntos Internacionais da Universidade de Santiago do Chile, diplomada em Mulher e Políticas Públicas e selecionada como parte da Primeira Geração de Líderes Urbanas do Programa Mulheres em Movimento.
É a coordenadora dos projetos de gênero da COP25 do Ministério do Meio Ambiente do Chile, e encarregada do Encontro Regional sobre Mudança Climática e Igualdade de Gênero e Ponto Focal do Chile perante o Grupo de gênero do Foro de Ministros do Meio Ambiente da ALC.

María Teresa Fernández Ampié

Feminista, defensora dos direitos humanos, economista, com 25 anos de trabalho com mulheres rurais e camponesas, pelo fortalecimento de suas capacidades e empoderamento como sujeitas políticas. Realizando ações resilientes perante a mudança climática e desenvolvendo a agroecologia, o direito à terra, outros recursos produtivos e uma vida livre de violência.

Marina Casas Varez

Funcionária Pública, CEPAL

Especialista em gênero da Unidade de Economia da mudança climática da Divisão de Desenvolvimento Sustentável e Assentamentos Humanos da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe das Nações Unidas (CEPAL).
Nos últimos 8 anos trabalhou em temas de gênero e desenvolvimento para diversas agências das Nações Unidas (ONU Mulheres Índia e PNUD e UNICEF Costa Rica) e no Secretariado (CEPAL) e em Centros de Direitos Humanos no Chile, Costa Rica e Espanha. Desempenhou de maneira particular em temas de direitos sexuais e reprodutivos das mulheres e em orçamentos com perspectiva de gênero a nível regional. Há alguns anos focou sua pesquisa em aprofundar nos vínculos entre os temas ambientais e climáticos e as desigualdades de gênero.
É politóloga pela Universitat Pompeu Fabra de Barcelona e Máster em Estudos Internacionais pela Universidade de Barcelona (onde ministrou alguns cursos com posterioridade). Diplomada em Estudos Políticos pela Universidade SciencePo de Toulouse e em estatística pela Universidade Diego Portais do Chile.

Leticia Pérez Lorandi
Eusebia Solís Acevedo

Psicóloga, Afro feminista, Especialista em estudo da mulher e gênero pela Universidade de Salamanca, Máster em mediação de conflitos da universidade de Granada , Máster em Equidade e Desenvolvimento pela Universidade de Vic , Barcelona. Pesquisadora Social , consultora em temas de gênero e ambiente . É especialista em prevenção de violência contra as mulheres. Conta com uma vasta experiência como educadora popular feminista a nível territorial. ATIVISTA da organização Feminista ESPAÇO DE ENCONTRO DE MULHERES DO PANAMÁ.